Internacional

Juncker expressa “profundas e sinceras condolências” aos familiares das vítimas do colapso de uma ponte em Itália.

A ponte Morandi colapsou, segundo as autoridades, depois de uma violenta tempestade por volta das 12h00 locais (11h00 em Lisboa).

Jean-Claude Juncker expressou esta terça-feira as suas “profundas e sinceras condolências” a todos os familiares das vítimas do colapso de uma ponte em Génova, Itália.

"Em nome da Comissão Europeia, expresso as minhas mais profundas e sinceras condolências aos familiares e próximos daqueles que morreram, e ao povo italiano", lê-se numa mensagem do presidente da Comissão Europeia, divulgada em Bruxelas.

Além disto, Jean-Claude Juncker disse estar ainda “profundamente consternado com o colapso do viaduto” e pediu “força e coragem para todos os envolvidos nas operações de socorro”.

Recorde-se que, a ponte Morandi colapsou, segundo as autoridades, depois de uma violenta tempestade por volta das 12h00 locais (11h00 em Lisboa).

Edoardo Rixi, vice-ministro das Infraestruturas e dos Transportes da Itália, havia confirmado cerca de 22 mortos e informado que o número iria aumentar.

De acordo com um novo balanço do Corriere dela Sera, terão morrido 25 pessoas.