Internacional

Proibida a venda de casas a entrangeiros na Nova Zelândia para combater a especulação imobiliária

A primeira-ministra Jacinda Ardern, que havia feito a promessa durante campanha eleitoral, quis que os imóveis fossem mais acessíveis para os neozelandeses

Foi aprovada, na quarta-feira à noite, uma lei na Nova Zelândia que proíbe os estrangeiros de comprarem habitações no país, de forma a combater a especulação imobiliária.

A primeira-ministra Jacinda Ardern, que havia feito a promessa durante campanha eleitoral, quis que os imóveis fossem mais acessíveis para os neozelandeses, uma vez que o interesse por parte de investidores estrangeiros sempre foi maior, já que têm um poder de compra superior aos habitantes do país.

Assim, a nova lei vai proibir investidores que vivam fora da Nova Zelândia de comprar casas, à exceção dos australianos e dos residentes em Singapura, devido a um acordo de livre comércio que existe entre os países.

"Este é um passo muito importante que demonstra a determinação deste Governo em permitir que mais neozelandeses realizem o sonho de possuir casa própria", afirmou David Parker, ministro do Desenvolvimento Económico da Nova Zelândia.