Internacional

Ramblas. Um ano depois, lembram-se todas as vítimas do atentado

Faz hoje um ano, precisamente pelas 16h30 locais, que uma carrinha se lançou contra dezenas de pessoas que passeavam pelas Ramblas, em Barcelona, e fez 15 vítimas mortais e mais de uma centena de feridos.

Esta sexta-feira lembram-se todas as vítimas do atentado terrorista que ocorreu a 17 de agosto de 2017 nas Ramblas, em Barcelona.  Depois do atropelamento de várias pessoas, o homem - identificado como Yunes Abouyaaqoub, um marroquino de 22 anos - abandonou o veículo e desapareceu no meio da multidão de um mercado. Acabou por roubar um outro veículo, tendo ainda matado o homem que o conduzia.

Depois de quatro dias em fuga, acabou por ser abatido pelas autoridades, já depois de ter matado 15 pessoas de nove nacionalidades diferentes e tendo ferido mais de uma centena de pessoas que ali se encontravam.

Os investigadores, até hoje, procuram respostas e tentam estabelecer se a célula extremista tinha ligação com o Estado Islâmico que acabou reivindicar o atentado.