Internacional

Ativista contra touradas é suspeito de ter planeado morte de rainha Beatriz

Esta não é, porém, a primeira vez que o jovem tem problemas com as autoridades

O ativista holandês, Peter Janssen, que foi agredido depois de ter invadido uma arena de corrida de touros em Albufeira para se manifestar contra o evento, é suspeito de ter planeado a morte da rainha Beatriz, da Holanda.

O caso remonta a 2009, quando um homem conduziu um carro contra o cortejo real em Apeldoorn, situação que colocou Janssen e outros sete suspeitos na prisão, de acordo com o The Telegraph. As autoridades afirmavam que Peter era suspeito de ter planeado um atentado contra a rainha, por esta usar peles de animais.

Poucos dias depois, o ativista acaba por ser solto porque as autoridades não tinham provas para comprovar a sua teoria.

Esta não é, porém, a primeira vez que o jovem tem problemas com as autoridades. Nos últimos três anos, já protagonizou mais de 40 invasões para defender os direitos dos animais. Em Portugal, o jovem invadiu o Zoomarine e dois dias depois invadiu a praça de toiros em Albufeira.