Sociedade

Reclamações à CP aumentam nos meses de julho e agosto

No total, nesses dois meses, foram registadas 277 queixas

Nos meses de julho e agosto as reclamações à empresa Comboios de Portugal (CP) aumentaram 83% face ao período homólogo de 2017.

No total foram registadas 277 queixas devido a atrasos e supressões dos comboios nesses dois meses. Só na primeira quinzena de agosto foram registadas 45 – correspondendo a uma média de três queixas por dia.

No ano passado, o livro de reclamações da CP, da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes e da Deco, registou mais de 25 mil queixas.

Segundo a edição impressa do jornal Público deste domingo, os pedidos de reembolso estão a crescer, correspondendo à segunda maior queixa registada no livro, durante o segundo semestre de 2017. Já nos primeiros seis meses de 2018, este era o terceiro motivo que levava as pessoas as reclamarem da empresa.