Sociedade

Revelada causa da morte de Queiroz Pereira

Empresário tinha 69 anos

A autópsia realizada ao corpo do empresário Pedro Queiroz Pereira revela que o português morreu na sequência de um enfarte.

A informação está a ser avançada pela agência Efe.

O empresário de 69 ano morreu no sábado à noite, em Ibiza. A imprensa espanhola afirmou na altura que o empresário, que era dono da Navigator (antiga Portucel) e da cimenteira Secil, caiu nas escadas do seu iate, que estava atracado no porto de Ibiza, e morreu no local.

A morte estava a ser investigada pelas autoridades espanholas. Agora, a autópsia mostra que Queiroz Pereira morreu na sequência de um enfarte.

De acordo com o ranking da Forbes, o empresário deixa uma fortuna que lhe valeu o quinto lugar na tabela dos dez mais ricos de Portugal: 1 129 milhões de euros. Também a Exame o destacou no ranking que fez. Pereira Queiroz ou PQP, como era conhecido, estava em sétimo com um património avaliado em mais de 700 milhões. 

Pedro Queiroz Pereira nasceu em nasceu em Lisboa em 1949 no seio de uma das famílias mais ricas do Estado Novo. Foi, aliás, ao pai de Queiroz Pereira que Salazar entregou a construção do primeiro hotel de luxo da capital portuguesa: o Ritz. 

Conhecido por todos os investimentos que fez no país, nem sempre teve em Portugal a sua vida. De 1975 a 1987 foi no Brasil que fez vida, depois de se ter mudado com a família a seguir ao 25 de Abril. E foi nesta fase da sua vida que começou a ser conhecido por PêQuêPê. Amante de competição automóvel, chegou a competir e ficar amigo de Ayrton Senna, piloto brasileiro que viria a ser uma das maiores lendas de Fórmula 1. 

O regresso a Portugal aconteceu quando o pai morreu. Queiroz Pereira regressou por causa da herança, da qual faziam parte as empresas que tinha de dirigir.