Internacional

Espanha. Governo quer alterar lei para exumar o corpo de Franco

Governo espanhol está confiante num processo simples e rápido e numa aprovação fácil no Congresso

O governo espanhol deverá aprovar a exumação dos restos mortais do general Francisco Franco do Vale dos Caídos no Conselho de Ministros de sexta-feira. Segundo o "El País", para se proteger contra queixas da família do ditador nos tribunais, Pedro Sánchez vai propor uma alteração à lei.

O ministro da Cultura e Desporto, José Guirao, disse à "Cadena Ser" que o decreto fará alterações na Lei da Memória Histórica, juntando dois artigos para dar a “máxima cobertura legal” à exumação.

O governo espanhol está confiante num processo simples e rápido e numa aprovação fácil no Congresso.

A Igreja, que seria outro opositor provável, já disse que não vai bloquear a trasladação dos restos mortais do antigo ditador do imponente memorial franquista, cujo complexo inclui também uma basílica.

O maior obstáculo são as potenciais acções judiciais da família Franco. Por isso, o governo está a querer evitar a todo o custo um processo que possa acabar com uma decisão judicial desfavorável à iniciativa, que seria um golpe muito duro, uma vez que , como diz o "El País", a trasladação de Franco é uma das decisões mais importantes do novo Governo.