Cultura

Aerosmith não querem que Trump use as suas músicas

"O Sr. Trump não tem o direito de usar o nome, a imagem ou a voz do nosso cliente” escreveu o advogado dos Aerosmith

Donald Trump tocou, mais uma vez, Aerosmith num comício esta terça-feira, em Charleston, e, mais uma vez, o vocalista da banda, Steven Tyler, demonstrou o seu descontentamento.

Esta quarta-feira o presidente norte-americano recebeu uma carta do advogado da banda por ter utilizado o tema ‘Livin’ on The Edge’ sem a autorização da banda.

 "O Sr. Trump não tem o direito de usar o nome, a imagem ou a voz do nosso cliente, sem a sua permissão expressa por escrito", pode ler-se numa carta do advogado da banda, citada pelo The Guardian. "O Sr. Trump está a criar a falsa impressão de que o nosso cliente deu consentimento para o uso da sua música, e até mesmo que ele apoia a sua presidência."

Para além desta carta do advogado, Steven Tyler escreveu no seu Twitter que a questão não é política. "Isto não é sobre Dems Vs Repub. Não deixo ninguém usar as minhas músicas sem a minha permissão. A minha música é para causas e não para campanhas políticas ou comícios. Proteger os compositores é algo pelo qual tenho lutado mesmo antes de este governo assumir", pode ler-se.

Donald Trump já tinha tocado, em 2015, o tema ‘Dream On’ da mesma banda, tendo também recebido uma carta do advogado da banda.