Internacional

Lula tem uma semana para se defender da impugnação da candidatura

Para ser candidato pelo PT, Lula precisa de uma parecer favorável do TSE

Lula da Silva vai ter até dia 30 de agosto para apresentar a defesa aos pedidos de impugnação da candidatura às presidenciais pelo PT. A decisão foi tomada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e anunciada esta quinta-feira.

Roberto Barroso, o juiz que fixou a data, é relator dos 16 pedidos de impugnação apresentados no TSE quer pela Procuradoria-Geral da República (PGR), quer por partidos políticos ou por cidadãos comuns.

A candidatura de Lula da Silva às eleições presidenciais tem gerado discórdia entre a população brasileira. Tudo porque existe a lei da ficha limpa que proíbe a candidatura de indivíduos condenados em duas instâncias. Lula da Silva está preso desde 7 de abril depois de ter sido condenado em duas instâncias por corrupção.

A única hipótese do ex-presidente brasileiro avançar como candidato às presidenciais é com um parecer favorável no TSE. E o TSE tem até dia 17 de setembro para julgar a legalidade da candidatura.

Lula da Silva tem estado à frente nas sondagens feitas para as presidenciais como mais de 30% das intenções de voto.