Sociedade

Concelhos do interior com risco de incêndio entre o máximo e o elevado

Proteção Civil deixa conselhos à população

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) alerta a população para o risco de incêndio rural para a zona interior do país, assim como o Alentejo e o Algarve. As temperaturas elevadas, a baixa humidade e os ventos moderados e fortes que marcam a meteorologia para esta sexta-feira, são a razão para este alerta.

A região interior norte espera para esta sexta-feira temperaturas máximas a rondar os 33ºC, enquanto o interior Centro e a Bacia do Rio Tejo deverão chegar aos 37ºC e 38ºC, respetivamente. No que toca às mínimas, para o interior Centro e o Algarve estão previstos valores acima dos 20ºC.

Os distritos de Portalegre e Castelo Branco esperam valores entre zero e 10% de humidade, o que significa que as noites serão tropicais nestas regiões do país. Já o vento na zona norte irá soprar até 45 quilómetros por hora, com rajadas a chegar aos 60 quilómetros por hora no litoral oeste. Um cenário que se mantém para este sábado.

 “Este cenário meteorológico traduz-se num índice de risco de incêndio em nível muito elevado e máximo na generalidade dos municípios das regiões interior norte e centro, Alto e Baixo Alentejo e Algarve e em nível elevado na maioria dos restantes municípios dessa região.

Desta forma a ANPC, alerta que a “realização de queimadas, de fogueiras para recreio ou lazer, ou confeção de alimentos”, assim como o “lançamento de balões com mecha acesa ou qualquer outro tipo de foguetes”, “fumar ou fazer lume de qualquer tipo nos espaços florestais e vias que os circulem” não são permitidos.

No que toca a atividades agrícolas e florestais a ANPC aconselha a “manter as máquinas e equipamentos limpos de óleos e poeiras”, “abastecer as máquinas a frio e em local com pouca vegetação” e “ter cuidado com as faíscas durante o manuseamento, evitando a sua utilização nos períodos de maior calor”, pode ler-se no comunicado enviado.