AirHelp

Aviação. Os bebés também têm direito a compensação

Um passageiro pode pagar cerca de 10€ por um bilhete e receber uma compensação de 600€

SABIA QUE…

13 milhões de passageiros aéreos (por ano) não reclamam os seus direitos e ficam sem as devidas compensações.

Um passageiro pode pagar cerca de 10€ por um bilhete e receber uma compensação de 600€

Não se trata de compensar o valor do bilhete, mas sim de tentar remediar o incómodo causado ao passageiro. O atraso, cancelamento ou sobrelotação do voo pode impedir o passageiro de estar presente numa reunião importante ou de chegar a tempo ao aniversário do filho, por exemplo. Impedimentos como estes não são quantificáveis.

As greves de pilotos e de pessoal de cabina dão direito a compensação

O Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE) decidiu este ano que as companhias aéreas devem compensar os passageiros por atrasos e cancelamentos, mesmo que tenham sido causados por greves de pessoal. Até então, as greves das companhias aéreas eram consideradas uma circunstância extraordinária que as isentava do seu dever de pagar indemnizações.

Os bebés também têm direito a compensação

Sim, é verdade. Graças ao esforço da AirHelp, os bebés são elegíveis para compensações, mesmo nos casos em que os pais apenas pagaram uma taxa para levá-los no avião;

Dicas AirHelp

Faça cópias dos documentos

Se vai viajar para o estrangeiro, faça cópias de segurança dos seus documentos, para o caso de os perder. Fotocopie o seu passaporte e o visto e guarde as cópias separadas dos originais ou tire fotos e guarde-as online, onde possa aceder, em caso de necessidade. De qualquer forma, precisará sempre do passaporte original para viajar, embora uma cópia torne mais fácil a sua substituição.

Evite as taxas de bagagem

O pagamento de taxas já se tornou comum para quem viaja de avião, sendo que a taxa mais traiçoeira é a que incide sobre a bagagem. Para evitá-la, opte sempre que possível por levar apenas uma mala de mão. Caso contrário, pese sempre a mala que vai despachar antes de sair de casa. Por muito más que sejam as taxas de bagagem, nada se compara à multa de excesso de peso que pode, em muitos casos, ascender aos 170 euros.

Opte por viajar na época baixa

O final da primavera e o verão são as alturas mais concorridas para viajar, o que significa que os preços dos voos e dos hotéis são mais elevados, as multidões são maiores e as cidades mais populares são invadidas por estrangeiros. Se puder viajar no outono ou no inverno, vai conseguir poupar dinheiro e ter uma visão mais real do quotidiano do seu destino de férias.   

Conheça os seus direitos enquanto passageiro aéreo na plataforma da AirHelp.

* Com o objetivo de reforçar o conhecimento dos viajantes de todo o mundo, a AirHelp escolheu agosto para ser o Mês dos Direitos dos Passageiros Aéreos.

A iniciativa pretende informar e esclarecer dúvidas de como agir perante contratempos causados pelas companhias aéreas ou outros. Para isso, a empresa especializada na defesa dos direitos dos passageiros aéreos e líder mundial na obtenção de compensações por perturbações em voos criou uma plataforma que permite aos viajantes estabelecerem ligação com especialistas globais nesta matéria, assim como uma rede de parceiros de comunicação da informação. Em Portugal, a parceria foi estabelecida com os jornais Sol/i.