Sociedade

Champalimaud vai ter novo centro de pesquisa

A doação de 50 milhões de euros está no centro desta nova aposta da Fundação

O presidente da Fundação Champalimaud anunciou, esta terça-feira, a construção de um novo centro dedicado à pesquisa e tratamento do cancro do pâncreas, graças à doação de 50 milhões de euros por parte da família dos fundadores da empresa Danone.

Este novo centro vai ser construído ao lado do atual edifício, estando prevista a sua abertura para 2020.

Mauricio Botton Carasso, considerado um dos homens mais ricos de Espanha, e a mulher, Charlotte Botton, doaram 50 milhões de euros.

Graças à generosa doação, o centro deverá chamar-se "Botton-Champalimaud”.

De acordo com a Fundação, esta "é a primeira vez que uma família estrangeira confia a uma instituição filantrópica portuguesa uma responsabilidade desta natureza".

Em Portugal, o cancro do pâncreas é, de momento, responsável pela morte de 1.300 pessoas e o número de casos detetados tem vindo a aumentar.