Internacional

Esta é a razão pela qual alguns americanos andam a queimar roupa da Nike

#JustBurnIt é o novo movimento criado nas redes sociais em protesto contra a contratação de Colin Kaepernick

DR  

Quando a Nike escolheu o jogador de basebol Colin Kaepernick para ser a cara da nova campanha, não estaria a contar com o que sucedeu. A escolha da empresa levou à indignação de muitos americanos, que estão a queimar peças de roupa da marca como forma de protesto.

O jogador foi alvo de uma polémica em 2016 quando se ajoelhou durante o hino nacional – antes de um jogo começar – em protesto contra os atos de violência por parte da polícia à comunidade negra. “Não vou perfilar de pé e mostrar orgulho por uma bandeira e um país que oprimem os negros. Para mim isto é maior do que o futebol e seria egoísta da minha parte olhar para o lado", disse o jogador sobre o ato de protesto em 2016.

Muitos americanos não gostaram do gesto por ser considerado uma ofensa ao país. Agora, com a campanha da Nike, há quem esteja a queimar peças de roupa para protestar contra a escolha da nova cara que representa a marca, tendo usado como hashtag #JustBurnIt – uma alusão ao slogan da Nike “Just Do It” – fazendo apelos para não comprarem mais produtos da marca.

A Nike descreve Colin Kaepernick como sendo "um dos mais inspiradores desportistas da nossa geração". Nesta contratação, a empresa conta já com o apoio de figuras do desporto, como por exemplo, o jogador de basquete LeBron James.