Cultura

Sapatos usados em “Mágico de Oz” foram encontrados 13 anos depois serem roubados

A investigação do FBI durou mais de um ano e conseguiu recuperar o par de sapatos usado por Judy Garland

DR  

Dorothy já pode regressar a casa. Os famosos sapos que a atriz Judy Garland utilizou no filme “O Mágico de Oz” (1939) foram recuperados pelo FBI, 13 anos depois de terem sido roubados do museu da atriz.

Em 2015, um homem entrou pela janela do Museu Judy Garland, situado em Grande Rapids, no Estado do Minnesota, para roubar os sapatos que estavam em exposição e, até agora ninguém sabia do seu paradeiro.

Segundo o FBI, o homem contactou a empresa que tinha segurado os sapatos no valor de um milhão de dólares (perto de 860 mil euros) para ajudar a encontrá-los. Após um ano de investigação, uma operação realizada em Minneapolis fez com que as autoridades encontrassem os sapatos.

Quanto ao autor do roubo, as autoridades afirmam haver “múltiplos suspeitos”, mas ainda ninguém foi acusado ou detido. “Não terminámos as investigações. Temos muito a fazer”, afirma Christopher Myers, investigador do ministério público de Norte Dakota.

O modelo, que é coberto por cerca de 2300 lantejoulas, foi comparado com um outro par que está em exposição no Museu de História Americana do Smithsonian, em Washington”. Ao todo existem três pares iguais aos que Judy Garland utilizou em 1939.

"É incrível, achámos que eles se tinham perdido para sempre", disse Sue Plagemann, representante do museu, à France Press.

Segundo os especialistas, os sapatos podem chegar a valer perto de três milhões de dólares.