Sociedade

Novo medicamento para doentes com Parkinson chega a Portugal

Medicamento já é comercializado há dois anos na Alemanha, Espanha e Inglaterra

Esta quarta-feira, a Bial – uma farmacêutica portuguesa – revelou que já chegou a Portugal um novo medicamento que ajuda a atrasar os sintomas e a progressão da doença de Parkinson.

António Portela, presidente da farmacêutica, disse à Lusa que este medicamento ajuda a reduzir “o estado off, que se caracteriza pela lentidão/limitação dos movimentos”.

Segundo o responsável “os chamados tempos off são períodos em que o corpo fica rígido e os doentes não se conseguem mexer”. Este medicamento vai permitir reduzir “em duas horas” esse período, explicou. “A vantagem de ser de toma única diária”, é uma das vantagens deste medicamento porque ajuda a aumentar “a qualidade de vida dos doentes durante o dia, mas também durante o sono”.

Este medicamento – conhecido como Ongentys – já está disponível na Alemanha, Inglaterra e Espanha desde 2016, ano em que foi aprovado pela Comissão Europeia.