Economia

Governo anuncia aumento da função pública em 3,1%

Esta subida salarial resulta do processo de descongelamento das carreiras

Para o próximo ano, a função pública deverá receber aumentos salariais de 3,1%, anunciou o governo ao final de quarta-feira. Esta subida resulta do processo de descongelamento das carreiras na administração pública.

Segundo o comunicado emitido pelo gabinete do Ministério da Finanças, depois da reunião com as três entidades sindicais – FESAP, STE e Frente Comum – o governo irá aumentar a despesa com o pessoal em 2019 em 750 milhões de euros, o que significa um aumento de 3,7% em relação ao ano anterior.

Ou seja, em média, “os atuais trabalhadores da administração pública terão um aumento ao longo de 2019 de mais de 3,1% face a 2018”. O governo reforça ainda a intenção de concluir no próximo ano as terceira e quarta fases de descongelamento das carreiras, em maio e dezembro do próximo ano, “o que implica valorizações remuneratórias adicionais”.

“Desta forma pretende-se garantir, em apenas dois anos, a recuperação de nove anos de carreiras, o que constitui um esforço financeiro bastante elevado e um passo muito importante na valorização das carreiras dos trabalhadores e da normalização da administração pública”, pode ainda ler-se.

Na reunião entre o Ministério das Finanças e as estruturas sindicais que se realizou esta quarta-feira, o governo apontou dois pontos de foco: “cumprir os compromissos para consolidar um ciclo de recuperação de direitos e rendimentos” e “gerir o presente e preparar o futuro com sustentabilidade”.