Internacional

Mulher queixa-se de companhia aérea porque foi tratada por menina em vez de doutora

A passageira utilizou o Twitter para se queixar, mas nem todos os internautas concordaram com a sua opinião

DR  

Um novo caso que envolve a companhia aérea Qantas está a dar que falar no Twitter. Em causa está o facto de uma passageira ter utilizado a rede social para denunciar a sua experiência numa viagem da companhia.

Siobhan O’Dwyer fez uma publicação em que se mostra ofendida com a Qantas, tudo porque um dos funcionários a tratou por menina ao invés de doutora.

"Hey @Qantas, o meu nome é Dra. O’Dwyer. O meu bilhete diz Dra. O’Dwyer. Não olhem para o meu bilhete, depois para mim, novamente para o meu bilhete e pensem que é um erro e me chamem de menina. Não passei oito anos na universidade para me chamarem de menina", lê-se na publicação da passageira.

Contudo, a reação dos internautas à queixa de Siobhan não foi na sua maioria positiva e acabaram mesmo por acusá-la de ser “egocêntrica” e afirmar que este tipo de situação em nada contribui para a evolução do mundo.

Depois disto, a mulher viu-se obrigada a esclarecer a sua publicação e afirmou tê-la feito não pelo tratamento em si, mas porque sentiu que se tratou de um “episódio sexista”.

A Qantas, de acordo com a Fox News, limitou-se a dizer que confia e se orgulha do tratamento que os seus funcionários dão aos passageiros.