Politica

Taxa Robles. Costa rejeita proposta feita à pressa

Primeiro-ministro diz que não percebe a proposta do Bloco de Esquerda

António Costa afasta completamente a hipótese de o governo acolher a proposta do Bloco de Esquerda para travar a especulação imobiliária.

“Nem percebo bem aquela proposta que é, primeiro, tratar como uma taxa o que é um imposto e, segundo, um imposto que repete o imposto de mais-valias que já existe e que já tributa o que há para tributar”, afirmou o primeiro-ministro.

Costa afirmou mesmo que o combate à especulação não pode passar por propostas “feitas à pressa”.

O líder parlamentar do PS, Carlos César, já tinha esclarecido que "não há qualquer intenção do grupo parlamentar do PS aprovar a proposta do Bloco de Esquerda".

Para os socialistas, a especulação “não se combate com uma taxa que é uma repetição do imposto de mais-valias que já existe. A especulação combate-se eficazmente com o aumento de oferta de habitação acessível, como o governo propôs e aguarda aprovação na Assembleia da República".