Internacional

Ryanair afirma que greve desta quarta-feira dos tripulantes é ilegal

A companhia aérea garante que não recebeu qualquer notificação de greve dos tripulantes de cabine

A Ryanair disse que qualquer participação no protesto agendado para esta quarta-feira na Alemanha “será ilegal”, uma vez que a companhia aérea não recebeu qualquer notificação de greve dos tripulantes de cabine.

“Qualquer greve amanhã [quarta-feira] será ilegal para o sindicato e qualquer membro da tripulação que participe”, lê-se num documento da Ryanair, citado pela Lusa.

"Estamos a preparar uma ação legal para recuperar quaisquer danos para a companhia ou danos que os nossos passageiros venham a sofrer na sequência de qualquer greve ilegal na Alemanha", referiu a companhia aérea, acrescentando ainda que estas ameaças de greve são “desnecessárias e prejudicais”, uma vez que a companhia já ofereceu “melhoramentos significativos nos pagamentos e contratos de trabalho.

Recorde-se que, a Ryanair anunciou na terça-feira que, devido à greve, seriam cancelados 150 dos 400 voos previstos para esta quarta-feira na Alemanha.