Economia

Associação de Lesados do Banif critica Banco de Portugal

A ALBOA acusa o Banco de Portugal de beneficiar os credores Fundo de Resolução e Novo Banco prejudicando "milhares de credores" na Madeira 

DR  

 

A Associação de Lesados do Banif (ALBOA) acusou o Banco de Portugal de, no processo de liquidação do banco, “beneficiar” os credores Fundo de Resolução e Novo Banco “em prejuízo” de “milhares de pequenos credores” concentrados na Madeira.

"Poupar dinehiro com os 'pequenos' para dar aos 'grandes', foi a grande acusão de que o banco central foi alvo usando a ALBOA como exemplo a mudança de sede do processo de falência do Funchal para Lisboa enquanto afirma que esta é "beneficiadora dos grandes credores" e foi tomada em "prejuízo dos milhares de pequenos credores, em grande quantidade localizados na Madeira".

"A ALBOA não pode deixar de denunciar publicamente mais esta atitude de uma cultura de não proteção dos pequenos aforradores, como é o caso dos lesados do Banif, ainda por cima vítimas de incúria de serviços públicos, nomeadamente do Banco de Portugal" esclarece a ALBOA.