Internacional

Presidente cubano defende a legalização do casamento homossexual

“Defendo que não haja qualquer tipo de discriminação no país", afirmou o presidente

O Presidente de Cuba, Miguel Diaz-Canel, defendeu num entrevista dada este domingo, que o casamento homossexual deve ser incluindo na nova Constituição para que se acabe com a discriminação no país.

“Estou de acordo [com o casamento gay] (...) e defendo que não haja qualquer tipo de discriminação no país", afirmou Miguel Diaz-Canel, ao canal Telesur – a primeira entrevista desde que assumiu a presidência de Cuba em abril.

Em Cuba, está decorrer desde agosto a consulta popular sobre o anteprojeto da nova Constituição do país, que visa introduzir algumas mudanças significativas em termos sociais e económicos.

Contudo, o texto continuará a consagrar o Partido Comunista Cubano como sendo o poder máximo, o que significa que a alteração Constitucional não vai alterar o sistema político.