Sociedade

Estudo conclui que pessoas que gostam de cerveja, vinho e chocolate vivem mais tempo

Tudo isto tem uma simples razão: os antioxidantes.

É apreciador de cerveja, vinho ou chocolate? Temos ótimas novidades. E se lhe disséssemos que pode consumir estes produtos e viver uma vida longa e saudável? Parece estranho, mas é o que nos diz um novo estudo da Universidade de Varsóvia.

A investigação, levada a cabo pela professora Joanna Kaluza, concluiu que todas as pessoas que gostam destes produtos – sempre com uma dieta de frutas e verduras – tinham menos 1/5 de probabilidade de morrer prematuramente do que as pessoas que comem carnes vermelhas, bebem refrigerantes e consomem alimentos processados.

Tudo isto tem uma simples razão: os antioxidantes.

“É conhecido que frutas, vegetais, chá, café, vinho tinto, cerveja e chocolate são ricos em antioxidantes”, afirmou Joanna Kaluza, citada pelo Lad Bible.

O estudo, agora publicado no Journal of Internal Medicine, contou com a participação de 68.000 pessoas, entre os 45 e os 83 anos.

Além disto, a investigação concluiu ainda que os participantes que regularmente consumiam alimentos anti-inflamatórios tiveram menor risco de morte derivado de doenças cardiovasculares, cerca de 20%, e de cancro, 13%.

Os alimentos anti-inflamatórios, dos quais fazem parte as frutas e os legumes, dizem respeito a alimentos como o pão integral, azeite, nozes ou até mesmo queijo com um baixo teor de gordura. Ainda assim, todos eles podem ser acompanhados de um copo de vinho, cerveja, ou um belo pedaço de chocolate.