Sociedade

Pelas 07h00 mais de uma centena de taxistas estavam concentrados na Praça dos Restauradores

A PSP e a Câmara Municipal de Lisboa alertaram para o condicionamento do trânsito.


Os taxistas começaram a concentrar-se esta quarta-feira pelas 05h00 para protestar contra a entrada em vigor da lei que regula quatro plataformas de transporte. Segundo a agência Lusa, pelas 07h00, mais de uma centena de táxis já se encontravam na Praça dos Restauradores, em Lisboa.

Os taxistas colocaram uma faixa negra na Praça dos Restauradores com a mensagem “Não é justa nem leal TVDE no Constitucional” e distribuíram t-shirts pretas onde se lê “#Somos táxis”.

Recorde-se que, os táxis irão ficar parados nas faixas ‘Bus’, em protesto contra a entrada em vigor, a 1 de novembro, da lei que regula as quatro plataformas eletrónicas de transporte que operam em Portugal: Uber, Cabify, Taxify e Chaffeur Privé.

A PSP e a Câmara Municipal de Lisboa alertaram ontem para o condicionamento do trânsito.

A Praça dos Restauradores e a Avenida da Liberdade estarão cortadas ao trânsito, com exceção para os veículos de emergência, polícia e transporte coletivo de passageiros.

A Avenida Fontes Pereira de Melo, Saldanha e Avenida da República estão também condicionadas, sendo que os taxistas vão ficar estacionados nas faixas 'Bus'.

Segundo a autarquia, os autocarros de e para o Aeroporto Humberto Delgado serão ajustados, e serão reforçadas as carreiras 783 da Carris (Aeroporto-Marquês de Pombal) e os Aerobus 1 e 2 da Carristur.

No Porto, as viaturas começaram a concentrar-se na Avenida dos Aliados a partir das 06h00. Em Faro, o protesto começou às 07h00, na Estrada Nacional 125-10, junto ao aeroporto.