Internacional

Estudante de 15 anos fugiu com professor de quem era amante

O homem era casado e tinha 51 anos

DR  

Uma estudante de 15 anos fugiu com um professor casado, de 51 anos, durante mais de um mês, no ano passado.

O caso aconteceu na Columbia, no Tennessee. Agora, o professor, Tad Cummins, está sob prisão preventiva e aguarda a decisão do tribunal, podendo enfrentar até 30 anos de prisão, depois de ter admitido que havia fugido com uma menor.

A jovem, Elizabeth Tomas quebrou o silêncio e, em entrevista ao canal norte-americano abc, explicou porque razões foi amante do professor.

"Um dia em que ninguém mais estava na sala de aula, o professor Cummins começou a atirar-se a mim. Eu estava sentada em cima da mesa e recordo-me de ele se aproximar e dizer-me que eu ficaria muito bem nua", começa por contar a jovem, na entrevista, que vai para o ar na próxima sexta-feira.

“Ele agarrou o meu rosto e beijou-me. Nunca tinha tido um namorado, então aquilo para mim foi como ir às nuvens e voltar", relembrou Elizabeth, que tem um historial de abusos na família por parte da própria mãe.

A jovem falou ainda dos motivos pela qual nunca contou a ninguém do relacionamento.

“Eu estava com medo de dizer aos meus pais que um homem adulto me tinha beijado. O mesmo aos meus colegas, não gosto que os holofotes e o centro da atenção recaia sobre mim", disse.

Elizabeth Tomas disse que sentia atraída pelo professor. Contudo, garante que fazia tudo o que o homem pedia porque sabia que ele tinha uma arma.

Depois de descobertos pelas autoridades, o professor admitiu o crime de rapto da menor. A mulher pediu-lhe, posteriormente, o divórcio.