Desporto

Modric é o melhor do mundo

Desde 2007 que Ronaldo e Messi discutiam o título de melhor do mundo. Depois do mundial na Rússia, o croata acabou com o reinado

Luka Modric venceu o prémio "The Best", da FIFA, e sucede assim a Cristiano Ronaldo, que não compareceu na cerimónia.

"Parabéns aos outros finalistas, Mohamed e Cristiano. No futuro terão mais oportunidades. Não é só meu, é para os meus colegas do Real Madrid e da selecção croata, e para os treinadores. E para a minha família, sem eles não seria o que sou hoje. Obrigado aos meus fãs, pelo apoio, significa muito para mim. Neste momento, tenho de falar do meu ídolo e a minha grande inspiração, o capitão da geração de 1998 que nos fez acreditar que podias fazer coisas grandes na Rússia. Para os adeptos do Real Madrid, este prémio também é para vocês." disse o agora melhor do mundo que contou com 29,05% dos votos. 

Já o português, Cristiano Ronaldo, ficou em segundo lugar com 19,08% dos votos e Mo Salah em terceiro com 11,23%. 

CR7 e Modric fizeram também parte do "onze do ano" a par com Lionel Messi, David de Gea, Dani Alves, Rafael Varane, Sergio Ramos, Marcelo, N'Golo Kanté, Eden Hazard e Kylian Mbappé.

O melhor guarda-redes foi Thibaut Courtois que recebeu o prémio das mãos de Edwin van der Saar. 

Courotis que joga atualmente no Real Madrid, obteve mais votos que Kasper Schmeichel e Hugo Lloris.

Já o treinador do ano foi o francês Didier Deschamps depois de conduzir a França à final do Mundial 2018, na Rússia.

Deschamps ultrapassou Zinedine Zidane que venceu a Liga dos Campeões pela terceira vez e Zlatko Dalic, selecionador croata.

O melhor golo do ano foi de Mo Salah. O egípcio do Liverpool, que também estava nomeado para melhor jogador, marcou o golo frente ao Everton e recolheu 38% dos votos, batendo os portugueses Ricardo Quaresma e Cristiano Ronaldo.

 

Já no que diz respeito ao futebol feminino, Marta venceu o prémio de melhor jogadora pela sexta vez. 

A brasileira ficou assim à frente da norueguesa Ada Hegerberg e da alemã Dzsenifer Marozsán, jogadoras do Lyon. 

Ainda no feminino, foi o treinador do Lyon, Reynald Pedros, quem venceu o prémio de melhor treinador de futebol feminino. O antigo internacional foi campeão francês e ganhou a Liga dos Campeões. 

Reynald estava a competir com Asako Takakura, selecionadora do Japão, e Sarina Wiegman, da Holanda.

Na cerimónia, apresentada pelo ator Idris Elba, foi também atribuído o prémio fair play a Lannart Thy depois de abdicar de jogar pela equipa do Venlo para poder fazer uma transfusão de sangue a um paciente com leucemia.