Politica

Francisco Assis exige libertação “imediata” dos portugueses e lusodescendentes na Venezuela

Eurodeputado do PS questionou hoje a Comissão Europeia sobre apoios aos empresários

O eurodeputado do PS Francisco Assis questionou hoje a Comissão Europeia sobre a situação dos portugueses detidos na Venezuela.

Francisco Assis exige a “libertação imediata” dos portugueses e lusodescendentes e quer saber que “diligências pretende a União Europeia tomar no sentido de apoiar os empresários de origem europeia arbitrariamente espoliados e detidos pelo regime”.

O eurodeputado do PS lamenta que “a retórica de autovitimização com que o regime procura camuflar a sua responsabilidade pela crise” esteja a servir para “justificar práticas reiteradas de ocupação de empresas pelos ‘coletivos’, milícias a soldo do oficialismo, e detenções arbitrárias de empresários oriundos de diversos países europeus”.