LifeStyle

Os três maus hábitos que fazem de si uma pessoa muito inteligente

Deitar mais tarde, ser desarrumado ou dizer asneiras podem ser fatores de inteligência

Ser desarrumado, dizer asneiras e deitar tarde, pode parecer que não, mas são indicativos de que é uma pessoa com inteligência acima da média, de acordo com vários estudos realizados.

A Universidade do Minnesota descobriu que as pessoas com os quartos mais desarrumados têm as mentes mais criativas e são também as mais inteligentes. O facto de, por exemplo, deixarem a roupa espalhada pelo quarto pode significar que pensam de forma não-convencional, ou seja, são mais criativas.

Dizer asneiras, de acordo com um estudo realizado pela Marist College, em Nova Iorque, pode não ser assim tão mau. Os investigadores chegaram à conclusão de que o uso deste tipo de vocabulário é um sinal de melhor habilidade para o uso da retórica e os que conseguem dizer mais asneiras num curto espaço de tempo têm melhor vocabulário que o resto.

Para além disso, dizer asneiras ajuda a libertar o stress e no alívio de dores.

Num artigo publicado na revista científica Psychology Today, ficou provado que os seres humanos conseguem ignorar os seus relógios biológicos e ritmos do dia-a-dia: as pessoas sabem qual a hora normal a que devem deitar-se, levantar-se, comer... Porém, elas podem alterar este ritmo, se quiserem. O estudo concluiu que as crianças que se deitam mais tarde, acabam por ser adultos que funcionam melhor durante a noite e que, por isso, são mais inteligentes.