Sociedade

Já não entra mais plástico em algumas escolas de Lisboa

O uso de plástico nas cantinas das escolas do pré-escolar e 1º ciclo foi banido em Lisboa.

O ano letivo já começou há duas semanas, mas esta sexta-feira os cerca de 200 alunos do ensino básico da escola Sampaio Garrido, na freguesia de Arroios, viram o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, inaugurar a escola - que foi alvo de obras de remodelação durante os meses que precederam a abertura do ano letivo – juntar-se a alunos e professores para provar a comida deste estabelecimento de ensino. Mas aqui a grande novidade é outra: tudo foi servido em pratos e copos de vidro e talheres de inox, uma vez que o plástico foi banido desta escola, bem como das restantes 91 escolas dos ensinos pré-escolares e básicos da autarquia.

Esta foi uma das 23 escolas que recebeu obras durante o Verão para que no início do ano letivo estivessem em condições de confecionar a própria comida e eliminar a utilização de plásticos.

“Uma alimentação com as calorias certas e confecionada em proximidade é essencial para o bem-estar das crianças”, disse Fernando Medina, que considera  que para crianças de meios menos favorecidos, a importância das refeições nas escolas é muito importante: “É muitas vezes aqui que têm a alimentação que necessitam para o seu dia”, acrescentou.

O autarca sublinha ainda que, apesar de este ano letivo assinalar a primeira vez em que todas as escolas arrancaram sem comida pré-confeccionada e sem uso de plásticos, esta medida também se traduz numa grande poupança no ponto de vista da utilização do plástico.