Vida

Mulher condenada por manter cão em más condições e que acabou por morrer à fome

O animal estaria a alimentar-se dos restos mortais de outro cão que já estava morto na mesma casa.

O tribunal penal de Almeria, em Espanha, condenou uma mulher por manter em más condições um cão.

A mulher foi condenada a uma pena de três meses de prisão e dois anos de pena suspensa, e está impedida, durante um ano, de exercer qualquer atividade comercial relacionada com a venda de animais.

O tribunal deu como provado que a mulher manteve o animal sem quaiquer condições de saúde, alimentação e higiene. O animal era da raça Yorkshire Terrier e, de acordo com o jornal La Vanguardia, este estaria a viver em condições "deploráveis".

A mesma publicação escreve que o animal se encontrava em tão más condições que morrer passadas 48h de ter sido recolhido por uma instituição de apoio a animais. Além deste cão, um outro foi encontrado já sem vida na mesma casa.