Sociedade

Comandos. Recrutas internados devem ter alta na quarta-feira

Informação foi avançada pelo Exército

Durante este fim de semana, cinco recrutas do 131º curso de Comandos foram internados no Hospital das Forças Armadas, depois de terem chegado a um extremo ponto de exaustão física,  provocada pelo chamado exercício psico-físico – que surgiu como substituição da antiga ‘prova zero’ que levou à morte de dois recrutas em 2016.

Depois das notícias referentes ao estado de saúde dos recrutas, o Exército emitiu um esclarecimento ao início da tarde de hoje, onde confirma que no passado dia 28 foram “internados no Hospital das Forças Armadas, por precaução, cinco militares do 131º Curso de Comandos”.

De acordo com a mesma nota, o internamento ficou a dever-se ao facto de os recrutas apresentarem “sintomas de rabdomiólise não complicada” - uma síndrome grave que provoca a destruição das fibras musculares na sequência de um traumatismo ou atividade física excessiva.

Dos cinco recrutas, apenas dois ainda se encontram internados, e deverão ter “alta para a próxima quarta-feira”.