Vida

Naomi Osaka confessa que vencer o 'Us Open' "não foi o momento mais feliz" que já teve

Naomi Osaka, que venceu o ‘Grand Slam’, viu a sua vitória ser ofuscada

A final do Us Open, no início do mês de setembro, ficou marcada pela polémica entre Serena Williams e o árbitro Carlos Ramos. Naomi Osaka, que venceu o ‘Grand Slam’ e viu a sua vitória ser ofuscada, admitiu agora que passou por momento difíceis.

“As memórias que tenho do US Open são um pouco agridoces. Nos dias seguintes, eu nem me queria lembrar muito do que tinha ocorrido, porque não foi propriamente o momento mais feliz que já tive num court de ténis”, começou por contar a tenista, citada pela BBC.

“Achei que as pessoas não acreditaram em mim, pelo facto de que eu não entendi nada do que se estava a passar. Isso custou-me”, acrescentou.

A atual número seis do circuito WTA disse ainda que está feliz por ter vencido, mas que foi estranho e, por isso, queira apenas “empurrar” o momento “para o lado”.

"É claro que estou feliz  porque ganhei um Grand Slam, não acho que exista nada que me possa tirar isso, mas sinto que foi tão estranho, que eu não queria pensar nisso. Eu queria apenas empurrá-lo para o lado", concluiu.