Round2_SOL

Sindicatos dos bancários pede devolução dos salários cortados pelo BCP durante a crise

"A justiça desta reposição de retribuições é inquestionável" afirma o Sindicarto Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários

DR  


O Sindicarto Nacional dos Quadros e Técnicos Bancários (SNQTB) solicitou ao Millennium BCP devolva os cortes salariais de que os trabalhadores foram alvo entre 2014 e 2017. 

Em comunicado, Paulo Marcos, presidente do SNQTB, afirma que enviou uma carta a Miguel Maya, presidente da Comissão Executiva do BCP pedindo que essa devolução seja feita até ao final do ano. 

"Fazemos esta exigência tendo em conta que já se encontra ultrapassada a situação ocorrida em 2012 no BCP e que originou a necessidade da subsequente redução transitória das remunerações dos trabalhadores que auferiam mais de mil euros mensais", explica Paulo Marcos.

O presidente do SNQTB falou ainda da recuperação do Millenium BCP, que apelida de "notável" e deixou clara que a "justiça desta reposição de retribuições é inquestionável". 

No mesmo comunicado, o SNQTB lembrou ainda o acordo assinado entre o banco e os sindicatos de "um compromisso com vista à reposição aos trabalhadores do valor retributivo que seria retido nesse período transitório, quando se encontrasse ultrapassada a situação".