Sociedade

“Celebrar Saramago é celebrar primeiro Nobel da literatura em língua portuguesa”, diz Costa

O primeiro-ministro deixou largos elogios a José Saramago.

António Costa, o primeiro-ministro português e Pedro Sánchez, atual presidente do governo espanhol, prestam homenagem a José Saramago, no dia em que se assinalam os 20 anos da atribuição do Prémio Nobel da Literatura ao escritor.

A celebração está a ser assinalada em Lanzarote, nas ilhas Canárias, onde o escrito viveu durante os últimos 17 anos da sua vida, em conjunto com a mulher, Pilar del Rio. Recorde-se que o escritor português morreu em 2010.

“Celebrar o Nobel de Saramago é celebrar o primeiro Nobel da Literatura em língua portuguesa e um merecido reconhecimento da sua vocação e abertura à universalidade”, disse António Costa, sublinhando que “o português é uma língua de várias pátrias e vários povos e que, com ele [Saramago], passou a ser também a língua, de todos aqueles a quem ele deu voz, mas também através das inúmeras traduções a língua daqueles que o puderam ler em inglês, em russo, em francês ou em castelhano”.

Para António Costa, José “Saramago é um cidadão do mundo” e enquanto durar a sua obra, Portugal terá de continuar a prestar-lhe homenagens.

Depois de Lanzarote, as celebrações prosseguem para Azinhaga do Ribatejo, onde amanhã, domingo, durante a manhã, o primeiro-ministro vai visitar a terra natal do escritor.