Vida

Tina Turner foi obrigada a assistir a espetáculo de sexo no dia do casamento

Cantora deu pormenores sobre o dia do seu casamento com Ike Turner

Tina Turner deu uma entrevista ao Daily Mail, na qual revelou pormenores sobre o seu casamento com Ike Turner. A cantora diz que foi obrigada a ir a um bordel e a assistir a um espetáculo de sexo ao vivo no dia em que casou com o músico de Blues.

“Foi uma experiência terrível... Eu suprimi-a, apaguei-a da minha memória”, disse a cantora, que tinha 22 anos quando casou com Ike. Mais tarde, Tina revelou que, durante anos, foi agredida física e psicologicamente pelo marido.

Ao Daily Mail, Tina revessou que teve medo de recusar o pedido de casamento, em 1962 – ele era sete anos mais velho, tinha sido o homem que a tinha ‘descoberto’ no meio musical e que estava a apostar na sua carreira.

Tina casou na Califórnia e, a seguir à cerimónia, Ike levou-a para a fronteira com o México, onde entraram num bordel para assistir a um espetáculo de sexo. A cantora disse agora que, durante a performance, teve de controlar as lágrimas várias vezes.

“As pessoas não imaginam o tipo de homem que ele era”, revelou a cantora de êxitos como ‘What’s Love Got To Do With It’ e ‘Simply the Best’.

Tina Turner revelou nos anos 80 que tinha sido fisicamente agredida pelo ex-marido. Na altura, Ike admitiu ter batido na antiga companheira: “Claro que cheguei a dar um estalo à Tina. Houve altura em que a atirei ao chão sem pensar no que estava a fazer, mas nunca a espanquei”.

Agora, aos 78 anos, Turner vive com o atual marido, Edwin Back, na Suíça. Ike morreu em 2007, aos 76 anos.