Economia

Bloco e governo com "objetivo comum" de baixar custo de energia

Pedro Filipe Soares afirma que Mário Centeno se juntou ao BE para baixar o preço da energia para as famílias, mas ainda não há acordo

O líder parlamentar do Bloco de Esquerda, Pedro Filipe Soares, afirmou esta terça-feira que o ministro das Finanças, Mário Centeno, considerou ser "um objetivo comum" ao do BE baixar o preço da energia para as famílias. Apesar da convergência de princípios, ainda não há acordo sobre a solução.

Desde o final de julho que governo e Bloco de Esquerda estão a negociar uma solução para reduzir o preço do custo da energia, pela descida do IVA para os 6 por cento. O governo já disse publicamente que não irá mexer no IVA e o Bloco de Esquerda adiantou esta terça-feira que "não exclui " outras soluções desde que sejam acautelados dois princípios: que se faça sentir  "no bolso das famílias" e ataque o problema da "pobreza energética do nosso País".

O Bloco voltou a insistir no aumento dos salários para todos os funcionários públicos, bem como um aumento de 10 euros nas pensões já a fazer-se sentir em janeiro. Nestes pontos também não há acordo, um sinal de que o que "não puder ser fechado mais cedo, poderá ser feito mais tarde". Ou seja, no debate de especialidade. A ideia também foi admitida pelos Verdes, designadamente, sobre o bolo orçamental para os aumentos da Função Pública.