Sociedade

Sindicato diz que governo está a colocar em causa segurança pública

Polícias têm protesto agendado para dia 25 de outubro

DR  

A Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP/PSP) disse hoje em comunicado que o governo está a colocar em causa a segurança pública, referindo-se à medida publicada em ordem de serviço que prevê a passagem de apenas 400 profissionais da polícia à pré-aposentação, contra os 800 profissionais previstos no estatuto da PSP.

Segundo o sindicato, com esta medida – que também prevê a redução do número de transferências de Lisboa para o resto do país – “o governo vai agravar a média de idades” dos polícias nos comandos “mais pequenos”. “O envelhecimento do efetivo (...) não só coloca em causa a segurança dos profissionais da polícia (…) como afeta a qualidade do serviço prestado e da segurança pública”, completou o sindicato.

No comunicado, a ASPP/PSP considerou “inadmissível a postura do governo”, adiantando que não sabe quais são “os motivos que levam a que a PSP não tenha, nesta matéria, o mesmo tratamento da GNR”.

Os polícias têm um protesto agendado para 25 de outubro, para reivindicar contra “as injustiças de que estão a ser alvo”, rematou o sindicato.