Politica

Demissões dos ministros “foram todas a pedido dos próprios”

O primeiro-ministro falou esta segunda-feira no final da cerimónia de tomada de posse no Palácio de Belém

António Costa confirmou esta segunda-feira que foram os governantes demissionários pediram para sair do governo. O primeiro-ministro falou no final da cerimónia de tomada de posse dos quatro novos ministros, no Palácio de Belém.

“Foram todas [as demissões] a pedido dos próprios como consta do Decreto do Senhor Presidente da República", disse o chefe do Executivo acrescentando, ao ser questionado sobre a insatisfação dos governantes, que "Não se trata de insatisfação, trata-se naturalmente de estarmos num momento em que é importante dar uma dinâmica renovada e da avaliação do trabalho conjunto que fazemos. Estamos aqui numa nova fase e é necessário dar essa dinâmica para concluir o programa do Governo e preparar futuro".

João Gomes Cravinho passou a ficar responsável pelo Ministério da Defesa, enquanto a tutela da Saúde passa para Marta Temido. A Cultura fica a cargo de Graça Fonseca e a Economia passa para Pedro Siza Vieira.