Economia

OE2019: novo aeroporto é investimento prioritário

No topo das prioridades do executivo para o próximo ano estão ainda os investimentos na ferrovia

 

“A prioridade na execução dos investimentos em 2019 será focada no setor ferroviário, nomeadamente do Plano Ferrovia 2020 e na aquisição, já autorizada, de material circulante; e no início dos investimentos associados à expansão da capacidade aeroportuária da região de Lisboa, em função da conclusão da negociação do contrato de concessão assinado em 2012 com a ANA - Aeroportos de Portugal", pode ler-se na proposta de Orçamento entregue no Parlamento.

O executivo garante que, por exemplo, “no âmbito do Plano Ferrovia 2020 está previsto um investimento global de mais de 2 mil milhões de euros, quer para a construção de novas linhas ferroviárias, numa extensão de 214 Km, quer para a modernização de linhas existentes, em cerca de 900 Km", sendo que é dado especial destaque a “intervenções nos principais eixos ferroviários da Rede Ferroviária Nacional, desde a Linha do Minho, a Linha do Douro, a Linha do Norte, Linha da Beira Baixa, início no Corredor Internacional Norte e Corredor Internacional Sul (Sines - Caia). Paralelamente, estarão em curso projetos para a modernização e eletrificação da Linha do Oeste e Linha do Algarve."

Também o investimento que será feito para solucionar a falta de capacidade do aeroporto de Lisboa é uma prioridade. De acordo com o documento entregue esta segunda-feira, “o governo assume como objetivo para 2019 a entrada em vigor do contrato de concessão renegociado com a ANA – Aeroportos de Portugal". Destaque ainda para a implementação do “novo Sistema de Gestão de Tráfego Aéreo".