Sociedade

Mosquitos 'invadem' Centro Hospitalar Gaia/Espinho

A administração do hospital diz tratar-se de uma “situação pontual”

O serviço de Cirurgia Mulheres, no Centro Hospitalar Gaia/Espinho teve uma praga de mosquitos no final da semana passada. O Conselho de Administração confirmou ao Jornal de Notícias o sucedido, acrescentando tratar-se de uma “situação pontual”.

Raquel Rouxinol, uma paciente que esteve internada nas instalações hospitalares entre quinta-feira e sábado, disse ao mesmo jornal que a situação foi “surreal”. A paciente disse que passava a noite a defender-se do “ataque dos insetos” e que as “poucas horas de sono só aconteciam quando o corpo já estava cansado de dar luta aos mosquitos”.

Já em casa, Raquel Rouxinol está a “tomar anti-histamínicos receitados pelo médico para controlar a comichão e as picadelas”. “Estou toda picada. Cara, braços… As partes que estavam a descoberto não escapavam”, acrescenta a paciente.

A administração diz que “já foram tomadas medidas de acordo com as boas práticas” e que o episódio se restringe à “noite de quinta para sexta-feira”. “A enfermeira-chefe do serviço de Cirurgia Mulheres deu conta do sucedido à administração e de imediato foram tomadas medidas para garantir que a situação não se repetirá”, garante fonte da administração.