Internacional

Michel Temer indiciado por corrupção

Em causa está uma investigação sobre esquemas de corrupção no setor portuário do país

A polícia federal brasileira pediu, terça-feira, o indiciamento do Presidente do Brasil, Michel Temer, e de mais dez pessoas.

Em causa está uma investigação sobre esquemas de corrupção no setor portuário do país

Michel Temer e os outros investigados foram acusados de crimes de corrupção, branqueamento de capitais e organização criminosa.

Foi o juiz Roberto Barroso, quem emitiu um despacho com a ordem de indiciamento. "De acordo com o relatório [da polícia federal], foram produzidas, no âmbito do inquérito, provas de naturezas diversas que incluíram colaborações premiadas [colaboração com à Justiça em troca de redução da pena], depoimentos, informações bancárias, fiscais, telemáticas e extratos de telefone, laudos periciais, informações e pronunciamentos do Tribunal de Contas da União", lê-se no documento assinado pelo juiz que é relator do caso no Supremo Tribunal Federal brasileiro.

Roberto Barroso adiantou que foram apurados factos que envolvem subornos em espécie, subornos dissimulados em doações eleitorais, pagamentos de despesas pessoais por interpostas pessoas - físicas e jurídicas -, atuação de empresas de fachada e contratos fictícios de prestação de serviços.