Sociedade

Comandante dos Bombeiros da Figueira da Foz demite-se após investigação

O responsável estava a ser investigado por ter abandonado o posto durante a passagem do furação Leslie, no sábado passado.

Esta quarta-feira, o comandante dos Bombeiros Municipais da Figueira da Foz pediu a demissão, avança a TVI24.

O comandante, Nuno Osório, encontrava-se sob investigação por parte da Câmara Municipal da Figueira da Foz após ter abandonado a coordenação da Proteção Civil municipal durante o período em que a tempestade Leslie passou pelo local. De acordo com o próprio, este terá saído para ir “descansar”. No entanto, não avisou ninguém que se ia ausentar – quer quem o fosse substituir, quer a todos os bombeiros que se encontravam no teatro de operações.

Depois de ter sido acusado de abandonar o posto, Nuno Osório disse que "não às três da manhã [de domingo] mas mais tarde, em pleno declínio das necessidades de resposta às ocorrências", pelas 05h00, entendeu "ir descansar", de maneira a estar de regresso à coordenação a partir das 08h30. De facto, aconteceu, argumentou que era necessário “que estivesse minimamente em condições para dar resposta" aos problemas.

Além disso, o comandante garantiu ainda que passou o comando dos Bombeiros Municipais ao segundo comandante da corporação, Jorge Piedade, e a parte da coordenação da Proteção Civil municipal "aos técnicos superiores" daquela entidade.

Recorde-se que a Figueira da Foz foi uma das zonas mais afetadas da tempestade Leslie, que passou em Portugal no passado sábado, dia 13 de outubro.