Sociedade

Possíveis substitutos de Rovisco Duarte vão ser ouvidos em audições

O ministro da Defesa Nacional disse que os “procedimentos adequados” já tinham iniciado

Depois da demissão do general Rovisco Duarte, apresentado esta quarta-feira, o ministro da Defesa Nacional já convocou os possíveis sucessores do chefe do Estado-Maior do Exército (CEME), avança a Lusa.

Em comunicado enviado às redações, o novo ministro João Gomes Cravinho disse que os “procedimentos adequados” à substituição do general Rovisco Duarte já tinham sido iniciados. As aduções é um passo que, segundo a Lei Orgânica de Bases da Organização das Forças Armadas.

O tenente-general Guerra Pereira, comandante das Forças Terrestres, Pina Monteiro, Fonseca e Sousa, comandante do Pessoal, Cóias Ferreira, comandante da Logística. Campos Serafino, vice-CEME são alguns dos nomes possíveis para o lugar de chefe do Estado-Maior do Exército. Também o general do Exército Rui Clero, comandante –operacional da GNR, e os generais Nunes Fonseca e Luís Miguel, estão na lista de possíveis sucessores.

O general Rovisco Duarte apresentou a sua carta de demissão ao Presidente da República alegando motivos pessoais para deixar o cargo. No entanto, numa carta de despedida distribuída internamente, o general terá alegado afastar-se porque “circunstancias políticas assim o exigiram”. Rovisco Duarte tomou posse em 15 de abril de 2016, escolhido pelo anterior ministro Azeredo Lopes. A demissão surge dois dias depois do novo ministro, João Gomes Cravinho, ter tomado posse da tutela da Defesa Nacional.