Vida

Homem viciado na Netflix é o primeiro a receber tratamento

Um homem foi admitido numa clínica especializada em tratar problemas mentais devido ao uso de tecnologia

Tem 26, é indiano e foi submetido a um tratamento por estar alegadamente viciado no serviço de streaming da Netflix. Durante os últimos seis meses, o homem terá passado sete horas consecutivas por dia a ver conteúdos.

O indiano estava desempregado há um longo período de tempo e usou a Netflix para esquecer os seus problemas. No entanto o hábito que criou acabou por lhe causar fadiga e ciclos de sono irregulares, explica o responsável pela clínica Service for Healthy Use of Techonology (SHUT), Dr. Manoj Kumar Sharma, citado pelo The Next Web.

 “Sempre que a família [do paciente] o pressionava para se fazer à vida ou sempre que via os amigos a saírem-se bem, ele via séries disponíveis continuamente. Era uma forma de escapar. Podia esquecer os problemas dele e tinha imenso prazer nisso”, explica o médico.

Dr. Kumar Sharma destaca a facilidade em se criar um vício à tecnologia e, por isso, deixa um apelo para que não seja utilizada como método para escapar aos problemas da realidade.