Desporto

Sporting pagou 800 mil euros ao escritório de advogados do sogro de BdC e do seu vice-presidente

A Comissão de Gestão questiona os trabalhos jurídicos efetuados para o Sporting e a justificação do valor

A SAD do Sporting pagou perto de 800 mil euros ao escritório de advogados da MGRA durante a liderança de Bruno de Carvalho, ainda este ano. Neste consórcio trabalhava o vice-presidente do Sporting, Alexandre Godinho, e o pai de Joana Ornelas, casada com BdC, Rui Ornelas.

A situação foi identificada pela Comissão de Gestão, que foi assumida por Frederico Varandas ao tornar-se presidente do clube, que assumiu os dossiers da antiga direção, avança o Correio da Manhã que afirma existirem dúvidas quer sobre os trabalhos jurídicos efetuados para o Sporting quer sobre a justificação do valor pago.

Para além da verba gasta, o facto de Alexandre Godinho ter continuado a trabalhar para a sociedade de advogados MGRA depois de assumir a vice-presidência do clube leonino pode constituir um eventual conflito de interesses