Politica

Nunes da Fonseca é nome escolhido pelo Governo para suceder a Rovisco Duarte

Cabe a Marcelo nomear o Chefe do Estado-Maior do Exército após receber proposta do Governo

O tenente-general José Nunes da Fonseca, segundo comandante-geral da GNR, é o nome escolhido pelo Governo para chefiar o Exército, anunciou hoje o primeiro-ministro, António Costa, em Bruxelas.

Nunes da Fonseca assumirá assim o cargo de Chefe do Estado-Maior do Exército, deixado vago por Rovisco Duarte, que pediu, esta quarta-feira, a resignação, invocando razões pessoais na carta que enviou ao Presidente da República, mas alegando "circunstâncias políticas" na mensagem dirigida aos militares do Exército.

É a Marcelo Rebelo de Sousa que cabe nomear o novo Chefe do Estado-Maior do Exército após receber proposta do Governo, feita, segundo a lei.

Depois de o ministro da Defesa, João Gomes Cravinho, ouvir o Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas, que por sua vez tem de esperar pelo parecer do Conselho Superior do Exército, tendo Nunes da Fonseca recebido parecer favorável por unanimidade.