Politica

Pedro Siza Vieira admite pedir escusa em situações que envolvam AHP

Ministro da Economia é caso com a mulher que dirige a AHP, mas garante que não vê qualquer incompatibilidade nesta situação.


Pedro Siza Vieira, novo ministro da Economia, já reagiu publicamente às recentes críticas sobre o facto de ter aceite governar a pasta da Economia e ser casado com a responsável da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP) - área que tutela.

No entanto, apesar das críticas, o governante refere que não se sente “condicionado” por esta situação, mas admite que, em caso concreto de conflito de interesses com a área de intervenção, pode pedir escusa.

“Se porventura alguma vez uma questão tivesse que se colocar dentro da ação governativa que agora me cumpre acompanhar, que dissesse respeito à associação AHP em que a minha mulher trabalha, declarar-me-ia impedido de atuar“, disse Pedro Siza Vieira aos jornalistas, esta sexta-feira à saída de um plenário no Parlamento.

Além disso, o governante disse ainda que não vai intervir em matérias que estejam relacionadas com a associação de hotelaria.

“Curioso que, ao fim de 30 anos, tenham descoberto que eu sou incompatível com a minha mulher, era só o que me faltava!”, disse o ministro em tom irónico.