Desporto

O King já mexe mas vai ter muito que suar

Na estreia oficial pelos Lakers, LeBron James fez 26 pontos mas foi derrotado: 128-119 para os Portland Trail Blazers. Será preciso muito mais.

A longa espera para os apaixonados pela NBA terminou esta semana, e a primeira jornada da temporada 2018/19 não desiludiu, com a maioria dos favoritos a confirmar esse estatuto em campo. Foi o caso também em Portland, com os anfitriões a desembaraçar-se dos Lakers - um cenário que se foi tornando habitual, dado o decréscimo gradual de poderio dos homens de Los Angeles nas últimas temporadas (não vão aos playoff desde 2013).  

Desta feita, porém, havia uma grande novidade a circundar o encontro: a estreia oficial de LeBron James pelos Lakers - e na conferência Oeste. E o King não desiludiu: com 26 pontos e 12 ressaltos, foi o melhor da sua equipa. Não chegou, todavia, para evitar a derrota (128-119), confirmando o que parece ser uma ‘maldição’: LeBron nunca ganhou o primeiro jogo que fez por uma equipa na NBA - perdeu na estreia pelos Cleveland Cavaliers em 2003, depois em 2010 pelos Miami Heat e novamente em 2014 pelos Cavaliers.

Na apresentação oficial pelos Lakers, com quem assinou um contrato astronómico (cerca de 133 milhões de euros durante quatro anos), LeBron James já havia assumido ter a consciência de que o conjunto de Los Angeles ainda terá de crescer muito até poder pensar em vencer a NBA, dado o maior poderio de outros conjuntos - com os Golden State Warriors à cabeça. E são precisamente os Warriors, de Stephen Curry, Kevin Durant e tantos outros de inegável qualidade, mais uma vez os grandes favoritos à vitória final - que seria a terceira consecutiva (o chamado ‘three-peat’), algo que só uma equipa conseguiu: os... Lakers, entre 1999 e 2002.

Além dos Golden State, a Oeste também os Houston Rockets partem como grandes candidatos ao playoff final - apesar da entrada em falso (derrota caseira com os New Orleans Pelicans por 112-131). Nomes como James Harden ou Chris Paul confirmam esse estatuto.

A Este, o favoritismo recai quase em exclusivo nos Boston Celtics, como ficou bem comprovado na abertura da prova: Kyrie Irving, Jayson Tatum e companhia bateram os Philadelphia 76ers por 105-87. A grande incógnita serão os Cleveland Cavaliers, que terão de aprender a respirar após a saída do abono de família (LeBron). Para já, a primeira impressão não foi a mais famosa (perderam por 116-104 em casa dos Toronto Raptors).