Internacional

Autocarros vermelhos deixam de circular em Oxford Street

Acabar com os tradicionais autocarros na zona de compras mais conhecida da cidade surge como forma de baixar as emissões para zero até 2022

DR  

Os tipícos autocarros vermelhos de Londres vão deixar de fazer parte da azáfama de Oxford Street e os motivos prendem-se com a intenção de reduzir os transportes menos ecológios e assim diminuir a poluição. 

O anúncio destes planos foi feito a semana passada pelos responsáveis do município de Westminster, bairro onde se situa Oxford Street que afirmaram querer com esta medida atrair mais visitantes e que este volte a ser um destino de compras atrativo. 

Esta é a zona mais poluída da cidade, mas o foco das autoridades é que seja uma zona de zero emissões já em 2022.

A decisão chega meses depois do município ter bloqueado uma proposta de Londres para tornar Oxford Street totalmente pedonal e de ter sido entregue uma proposta promessa de investimento no valor de 170 milhões de euros nos próximos três anos e efetuar reformas que irão permitir criar uma nova praça, limitar a velocidade do tráfego para 30 quilómetros por hora e criar duas ciclovias que irão percorrer toda a rua.