Internacional

Portugal vai acolher 100 refugiados de campos gregos

Este é um projeto-piloto entre Portugal e a Grécia

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, anunciou, esta terça-feira, que Portugal vai receber 100 refugiados de campos gregos. Isto devido a um acordo entre os dois países, que foi conseguido durante a visita do governante à Grécia, que termina hoje.

"Os dois países vão apresentar à Comissão Europeia um projeto de programa bilateral de transferência de refugiados da Grécia para Portugal", disse à agência Lusa o ministro.

Segundo o ministro, este trata-se de um projeto-piloto em que vão ser primeiro levadas 100 pessoas para Portugal, sendo que por 2019 o valor pode atingir os mil refugiados. "Temos um acordo de princípio, agora vamos discutir aspetos técnicos", afirmou.

Eduardo Cabrita garantiu que se tratam de refugiados que têm o devido estatuto legal definido na Grécia. Ainda não se sabe a data em que os 100 refugiados podem vir a pisar solo português, estando estes dependentes de entrevistas de selecção e da aceitação da proposta dos dois países por parte da União Europeia.

Para o ministro, este acordo é visto "como um contributo para que se encontrem na Europa soluções permanentes e estáveis para tratar à escala europeia o tema das migrações e refugiados".

Durante a sua vista à Grécia, o ministro da Administração Interna encontrou-se com os ministros gregos da Política de Migrações, do Interior e da Proteção dos Cidadãos.

Para além destes sem refugiados, o ministro avançou também que Portugal recebeu hoje 7 refugiados sírios , que estavam na Alemanha: "Chegaram hoje as primeiras sete pessoas no âmbito do programa bilateral com a Alemanha sobre o controlo de movimentos secundários".