Sociedade

Horas extra? Mais de metade dos trabalhadores portugueses não são pagos

DECO realizou um inquérito a 1.146 trabalhadores


Segundo um estudo divulgado esta quinta-feira pela Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor (Deco), mais de metade dos trabalhadores portugueses (64%) não recebe pelas horas extra e 42% trabalha mais de 40 horas semanais.

“O trabalho suplementar tem de ser pago com acréscimo face ao realizado em horário normal: mais 25% na primeira hora e mais 37,5% nas seguintes em dias úteis. Em dias de descanso e feriados, cada hora vale mais 50%", afirma a DECO.

O inquérito, que foi realizado a 1.146 trabalhadores, avança também que as faltas ao trabalho, devido ao stress, podem ter impacto negativo na situação profissional, uma vez que esta foi a resposta confirmada por parte de 31% dos inquiridos.

2% dos participantes no inquérito trabalham por turnos e 11% afirmaram ser alvo de gozo no trabalho. A Associação avançou ainda que 7% é vítima de discriminação, relativamente a raça, sexo ou religião.

O inquérito foi realizado entre janeiro e fevereiro deste ano.

Os comentários estão desactivados.